Notícias

20 de Novembro de 2017
Notícia cedida por Isabel Moreno

Propriedades e usos do trigo sarraceno
O trigo sarraceno, embora o nome assim o indique, não é um tipo de trigo nem um cereal.
 
Originalmente da Ásia Central, pertence à família das polygonaceae e, ao contrário do trigo, não contém glúten, sendo esta uma das vantagens mais interessantes oferecidas por este grão. Você quer conhecê-las todas? Continue lendo!
 
Saúde intestinal
 
O sarraceno é muito interessante para limpar e fortalecer os intestinos, especialmente se houver condições de inflamação, fraqueza e excesso de umidade. Este grão contém amidos resistentes que atravessam o estômago e atingem o intestino atuando como prebióticos que nutrem a nossa flora intestinal, reduzindo assim o risco de sofrer de problemas intestinais. Além disso, uma vez que não contém glúten, é especialmente indicado para celíacos.
 
Saúde cardiovascular
 
O sarraceno também é conhecido pelas suas propriedades na redução da pressão arterial. Este grão contém um flavonóide, a rutina, que também ajuda a fortalecer os capilares e os vasos sanguíneos, previne a formação de coágulos e reduz a inflamação, sendo igualmente eficaz na melhoria da circulação das mãos e dos pés.
 
O seu teor em cobre também é bastante alto. O cobre é um nutriente essencial para a saúde cardiovascular, pois ajuda a melhorar o tom e a elasticidade do músculo cardíaco. No entanto, a presença deste oligoelemento na nossa alimentação é, geralmente, bastante baixa, pelo que um consumo frequente deste grão contribuirá para melhorar os níveis de cobre no nosso corpo.
 
Regulador da glucose
 
A nível nutricional, o sarraceno é um grão com propriedades superiores a muitos outros cereais. Com um elevado teor de fibra, os seus carboidratos são de assimilação lenta e seu índice glicémico é médio-baixo, portanto, não causa picos de glicemia no sangue e é especialmente recomendado para diabéticos.
 
Excelente fonte de proteína
 
A nível nutricional, a sua proteína é considerada de alto valor biológico, pois contém todos os aminoácidos essenciais em quantidade abundante, com uma pontuação de 99 sobre 100 na proporção de aminoácidos.
 
Rico em minerais
 
E se nos fixarmos no seu conteúdo mineral, além do cobre, é rico em manganês e magnésio. Este último é essencial para a fixação de cálcio e regeneração óssea, bem como para a saúde muscular, ajudando a relaxar os nossos músculos e a estabilizar o nosso sistema nervoso.
 
O seu teor em ácido fítico também é muito inferior ao do resto dos cereais, pelo que a absorção dos minerais presentes neste grão é muito maior.
 
Energia que aquece em profundidade
 
A nível energético, o sarraceno é um grão com uma qualidade muito yang, de modo que aquece e seca o nosso organismo, reforçando e gerando calor interno, sendo especialmente recomendável nos meses de inverno. É por esta razão que o seu consumo é muito difundido nos países orientais, como a Rússia, a Polónia e a República Checa, onde o seu consumo é habitual e pode ser encontrado em qualquer supermercado.
 
Em macrobiótica é muito utilizado nos meses de inverno, porque tonifica a energia dos rins, ajudando a aquecer e a secar o corpo.
 
Remédio caseiro
 
A nível externo, é usado na forma de um emplastro para tratar inflamações e erupções cutâneas. Uma vez que o grão seja esmagado, misturamos a farinha obtida com um pouco de água ou vinagre até formar uma textura espessa, não muito líquida, que possa ser aplicada na área a ser tratada.
 
Como consumi-lo
 
O trigo sarraceno pode ser consumido sob a forma de grão, em farinha ou esparguete (chamado soba, bem conhecido e usado na cozinha japonesa). O seu sabor é ligeiramente doce e a sua textura muito versátil presta-se a vários preparativos.
 
Embora seja um alimento que não precisa de muita cozedura, é interessante deixá-lo a demolhar à noite para assimilar melhor os seus nutrientes.
 
A cozedura do trigo sarraceno requer cerca de 20 minutos. É preparado usando o dobro de água e uma pitada de sal marinho. Uma vez que a água atinja a fervura, tapa-se a panela, reduz-se o calor e deixa-se cozinhar até ficar macio.
 
Se queremos que o grão fique mais solto, pode ser torrado sem óleo antes de adicionar a água para cozinhar.
 
O sarraceno é ideal para cozinhar nas sopas de vegetais. O resultado é um prato completo que nos nutre e nos aquece em profundidade.
 
Se o cozinharmos isolado, podemos acompanhá-lo com um bom salteado de vegetais.
 
É ótimo também em hambúrgueres e é especialmente prático para elaborar crepes e panquecas.
 
Se queremos preparar crepes ou panquecas, podemos usar a farinha ou moer os grãos em casa com um moedor de café.
 
Outra opção é deixar o grão a demolhar durante toda a noite e depois triturá-lo com o liquidificador. Desta forma, vamos assimilar mais nutrientes, vamos digerir melhor o grão e os crepes ficarão realmente esponjosos.
 
-----
 

A informação publicada nesta página web tem um carácter informativo, de divulgação e/ou comercial. Consulte sempre um especialista. É importante seguir uma alimentação variada e um estilo de vida saudável.
Ver todas as notícias

Outras Notícias


Tem alguma dúvida? Contate-nos


PRODUTOS RELACIONADOS

RECEITAS

EVENTOS